sábado, 2 de dezembro de 2017

Fantásticas: fim de um ciclo. E começo de outro!


Foram quatro meses de muitas risadas, suor e um tantinho de lágrimas. Vinte e um autores, e mais dois mentores, se empenharam em fazer nascer a coletânea Fantásticas. Pra quem não está sabendo de nada, tem toda a apresentação do Projeto Fantásticas aqui. Pra quem não tem saco pra saber tudo em detalhes, basta dizer que Fantásticas foi o final de um ciclo muito importante e bonito do Escrevivendo.

Como tudo começou? Bem, Walter Tierno e eu conclamamos vários "escreviventes", ou seja, escritores que fizeram um ou mais módulos dos nossos workshops para participar do Projeto, unindo os métodos do Escrevivendo com a publicação de uma coletânea de contos. Atenderam ao chamado Alessandra Morales, Allana Machado, Ana Paula de Souza, Bruno Catão, Bruno Melo, Cesar Sinicio, Cristina Vieira, Daniel Constantini, Dany Fernandez, Dimitrius H. Alves, Felipe Eduardo Amaral, J. B. Alves, Paulo Vitor Mendonça, Renata Brito e Victor Bertazzo. Pessoal ponta firme, que entendeu logo de cara o tantão que o projeto significava pra gente, e que iria significar ainda mais para os participantes.
Vieram depois os que nunca haviam participado dos cursos: Amanda Gonçalves, Carlos Sanches, Cesar Sinicio, Fernando Molina, Josy Santos, Mariana Albuquerque e Robson Andrade. Desses, alguns já tinham experiência, já haviam até publicado profissionalmente. Mas também tinha outros, marinheiros de primeira viagem nesse negócio de escrever ficção... Será que conseguiríamos trazê-los junto com os demais, acompanhando o ritmo exigido para terminar o livro até a data de lançamento? Walter e eu sempre seguimos uma máxima, que parece maluco, mas acaba dando certo: na dúvida, siga sempre em frente!

E lá fomos nós. Fizemos quatro reuniões de dia inteiro em julho, mergulhando todo mundo de cabeça num turbilhão de ideias, conhecimento e descobertas, pra chacoalhar tudo e sair com 21 embriões de contos. Depois, vieram 2 meses intensos, com troca de e-mails, correções, discussões no grupo do Facebook. E não foram apenas os mentores a ajudar os participantes. Houve muita troca de ideias, incentivo e maluquices entre os próprios autores. Resultado: 21 ótimos contos, que têm como tema o fantástico e, como protagonistas, as mulheres. Não foi tão fácil como desejávamos, nem tão difícil quanto poderia ser. O importante é que todos esses participantes chegaram ao dia 11 de novembro de 2017 - o dia do lançamento - com a cabeça erguida, e um belo livro nas mãos.


Agora Fantásticas está por aí. Na boca do povo, nas fotos na internet, nas mãos dos amigos, familiares e leitores desses 21 autores, que percorreram com a gente um ciclo completo de criação literária - do nascimento da ideia ao livro prontinho. Passaram por todas as dificuldades, imprevistos, e até frustrações, que acompanham o dia-a-dia de um escritor no Brasil. Mas, acima de tudo, esses 21 novos autores viveram a experiência ímpar de compartilhar esses quatro meses e meio num grupo incrível, cheio de vida e anergia, experimentando intensamente o que é "escreviver".

Walter e eu também aprendemos muito nessa caminhada. Baseados na nossa experiência prática, na nossa vivência profissional - e pessoal - procuramos atravessar todas as etapas do projeto oferecendo a melhor experiência para cada uma delas. Mas sabemos que ainda podemos fazer muito melhor. Pois o que é a vida, senão uma eterna sucessão de tentativas para alcançar o melhor? Nós, como todo mundo, estamos no meio do caminho. E percorrer esse trechinho com esses 21 companheiros foi um privilégio.

Agora, junto com estas fotos repletas de sorrisos e abraços, um ciclo feliz e produtivo do Escrevivendo chega ao fim. Mas todo final é um novo começo, dizem por aí.

Vai começar uma nova etapa. Um novo curso, um novo nome. Mas com o mesmo objetivo: oferecer um caminho pra trazer ao mundo real aquilo que povoa a nossa imaginação. Do jeito certo. Do jeito profissional. Um caminho sensato entre a ideia e o livro publicado.

Vai começar FOME DE LETRAS. Pra você, que sente que tem um vazio aí, na sua alma, que precisa ser preenchida por um conto, um romance, uma narrativa de sua autoria. Saiba que essa fome dá frutos. Alimenta mentes e corações, se for bem satisfeita.

E aí, você tem fome de quê? Venha se saciar com FOME DE LETRAS, o nosso novo curso de escrita criativa!




Fotos da TL dos autores do Fantásticas no Facebook e do amigo de sempre, Luke Fernandes.

Um comentário:

  1. Owwwwn! Brigadão por tudoooo! Amei tudo e ainda to amando! E que venha dona FOME! Nóis deixa, nóis quer! hihihi <3

    ResponderExcluir